Você é um sedentário mental? Veja essas dicas de como manter qualidade no estudo após horas de dedicação

Apesar da maioria das pessoas, que estão fora do mundo dos concursos, achar que “somente” estudar é algo simples, nós concurseiros sabemos que, por muitas vezes, estudar é mais cansativo que trabalhar um dia inteiro. Afinal de contas, além do próprio cansaço físico, o cansaço mental chega a ser mais desgastante e, por vezes, não absorvemos nada do que estudamos. Por isso, essas dicas de hoje são para quem quer manter qualidade no estudo mesmo após horas e horas de dedicação.

manter a qualidade do estudo

Aprenda como você pode manter qualidade no estudo

Eu costumo dizer que nosso cérebro funciona como se fosse um músculo (apesar de não ser). Exatamente por isso é “impossível” uma pessoa que nunca estudou antes para concurso ou vestibular, querer começar a estudar 10 horas por dia do dia para a noite. Sabe por quê?

Você é um sedentário mental?

Fazendo uma simples analogia entre um concurseiro e um “atleta”, imagine uma pessoa que não faz atividades físicas, um sedentário, agora imagine que ele simplesmente resolva correr 5 km. Na sua opinião o que vai acontecer com ele? Lógico que existem milhares de respostas, mas eu vou apresentar duas:

  1. Na melhor das hipóteses, ela pode até correr os 5 km, mas é bem provável que fique pelo menos algumas semanas sem correr de novo. Da mesma forma vai acontecer com quem é um “sedentário mental” e quer estudar 5, 7, 10 horas por dia. Você pode até conseguir, mas de nada adianta estudar hoje e voltar a estudar só semana que vem.
  2. Agora sendo mais realista, essa pessoa não vai conseguir correr os 5km e vai desistir no meio do caminho. Isso é o que mais acontece com os concurseiros. Tentam colocar uma meta difícil de ser alcançada e desistem no meio do caminho. Por isso, não tente começar fazendo algo que está fora do seu alcance, pois isso pode te desestimular ao ponto de também fazer você desistir.

Esse é o primeiro passo para quem deseja manter qualidade no estudo: coloque metas e objetivos que possam ser alcançados. Veja qual é o seu limite de estudo.

Não entendam essa palavra “sedentário mental” como uma ofensa. Não é nada disso. Mas é normal que, ao ficar muito tempo sem estudar, perdermos o ritmo ou esquecermos algumas coisas.

Durma bem durante a noite

Esse tema já foi até mesmo objeto de outro artigo. Nele eu falo da importância do sono, além de mostrar que é possível aprender dormindo. O sono funciona como um fixador da memória e, quando dormirmos por um período em que faça bem ao nosso corpo e ao cérebro, isso pode melhorar em 100% a manter qualidade no estudo mesmo após horas de dedicação.

O período que adormecemos está longe de ser um momento de relaxamento para o cérebro” Leandro Teles, Neurologista.

O sono também é importante para manter qualidade no estudos pois, segundo pesquisas, uma noite de sono mal aproveitada pode causar dores de cabeça e irritabilidade motivada pelo cansaço, o que pode comprometer os seus estudos.

Além disso, mesmo quando estamos dormindo nosso cérebro continua trabalhando de forma incansável, como afirma o neurologista daAcademia Brasileira de Neurologia (ABN), Leandro Teles.

você pode acessar nosso artigo sobre uma pesquisa da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, que comprova ser possível aprender dormindo clicando aqui.

Faça um Pit Stop

Estudar incansavelmente sem fazer pausas pode prejudicar os estudos. Existem várias pesquisas que também comprovam que nosso cérebro consegue se manter concentrado em algo por cerca 50 minutos e após isso o rendimento começa a cair. Eu acredito que esse tempo varie muito entre uma pessoa e outra, mas comigo funciona exatamente dessa forma. Após uma hora de estudos, percebo que meu nível de absorção do conteúdo diminui e logo faço uma pausa de 10 a 15 minutos e depois volto a estudar por mais uma hora.

Aproveite esse intervalo e faça alongamentos ou exercícios físicos rápidos. Isso ajuda a relaxar e diminui a tensão dos nervos e músculos.manter-qualidade-no-estudo-pit-stop

Dando esses intervalos de 10 minutinhos, você vai perceber que é possível estudar por mais tempo e com mais qualidade. Entendam que o importante aqui não é estudar 10 horas, mas sim estudar com qualidade.

Vale a pena tomar estimulantes como Ritalina e Provigil?

Outro tema que já foi objeto de um artigo aqui no site foi o uso de ritalina para estudar. A curto prazo, esses estimulantes podem trazer sim algum benefício em relação à concentração durante os estudos, mas a longo prazo podem trazer uma série de efeitos colaterais.

Uma vez eu utilizei ritalina, e foi a pior experiência da minha vida (veja o relato aqui). Por isso, na minha opinião, eu descarto esse tipo de estimulante para os estudos, quando não é aconselhado por um especialista. A ritalina é uma remédio tarja preta e só deve ser tomado com recomendação médica, além disso pode viciar e causar vários efeitos colaterais

Alimentação

Sabe aquela história de que saco vazio não para em pé?! Pois é, não fazer uma alimentação balanceada também pode atrapalhar seu rendimento e tornar mais difícil a missão de manter qualidade no estudo após horas de dedicação.

O interessante é que você tenha uma dieta rica em alimentos que contenham Ômega 3, pois são ótimos para a fixação do conteúdo. Além disso, comer de 3 em 3 horas e beber muita água também pode ajudar a manter qualidade no estudo, pois o corpo trabalha melhor quando está bem alimentado e hidratado.

Liberte o mostro da jaula

Faça atividades físicas, cara. De nada adianta sair do sedentarismo mental e entrar no sedentarismo físico. Quando você pratica atividades físicas seu corpo produz endorfina, um relaxante natural que auxilia também na capacidade de memorização, além de aliviar o estresse.

birl bambam
só pra quem entende das referências

Eu espero que vocês tenham gostado das dicas. Caso tenha ficado alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários abaixo que eu responderei o mais rápido possível. No mais, mantenham a calma, tracem um bom plano de estudos e sigam essas dicas. Valeu

Você é um sedentário mental? Veja essas dicas de como manter qualidade no estudo após horas de dedicação
Avalie este artigo!
  • Pedro Leandro

    Ótimas dicas! Show!!!

  • Anônimo

    Ótimas dicas adorei.