Fazer um Plano de estudo (Parte II) – Cronograma de estudos

Arrow
Arrow
Slider

Agora que nós já vimos como um bom plano de estudo pode ser eficiente para nossos estudos, vamos ver um passo a passo de como fazer um cronograma de estudos perfeito para o seu concurso. Se você não leu a primeira parte, aconselho que vá lá e dê uma rápida lida para iniciarmos aqui: Como fazer um plano de estudo (Parte I).

Cronograma de estudos

Como falamos no artigo anterior, ter um projeto é essencial para o sucesso nos estudos. E agora nos vamos aprender a construir este projeto, que poderá ser feito para qualquer concurso. Vale lembrar que você nunca deverá colocar metas que não seja capaz de cumprir.

5 passos para fazer um cronograma de estudos

1 – Reavalie seu método

Claro que todo concurseiro tem um método de estudo. Se não é com cronograma de estudos, é com ciclo, mapas mentais ou algum outro. Se o seu método não te fez ser aprovado até hoje, então é hora de mudar. Com o cronograma de estudos também é assim: você deve estar sempre adaptando. Lembre-se, seu cronograma não é algo estático, pelo contrário, é necessário mudar.

Quando comecei a estudar para o concurso da PMDF em 2013, eu resolvi criar um plano de estudos. Estudei durante 3 meses, e sempre mudava meu cronograma de estudos de 15 em 15 dias. Não fui aprovado por causa de um ponto, mas tudo bem, foi meu primeiro concurso.

2- Rotina

Defina qual é a sua rotina diária. Coloque seus horários de entrar e sair do trabalho, academia, horário que dorme e acorda, se o seu concurso tem o Teste de Aptidão Física, coloque ele também no seu cronograma de estudos!

Veja quantas horas líquidas têm disponível para seu estudo e tente colocar sempre os mesmos horários. Como foi dito no artigo anterior, nosso cérebro adora rotina.

Você tem que aprender a definir o que é realmente importante na sua vida. Por vezes, gastamos tempo demais com coisas fúteis e damos pouco tempo àquilo que realmente importa.

3 – Objetivo

Eu recomendo que você anote qual é o seu objetivo com esse estudo na parte de cima do seu cronograma de estudos. É passar no Tribunal de Justiça? Então coloque lá. Isso ajuda na sua motivação. E assim você terá uma meta a ser alcançada a longo prazo.

4 – Definindo os horários

Não sei há uma comprovação científica para isso, mas uma vez li que nosso cérebro consegue se manter focado por até 45 minutos seguidos, e após isso perdemos um pouco de concentração.

Realmente não sei se há um estudo em relação a isso, mas comigo funciona assim mesmo. Lógico que tem dias que consigo estudar mais tempo e outros dias menos. Mas o importante é que você se conheça e aplique isso no seu plano de estudo.

Se você já percebeu que após 30 minutos de estudo consecutivos você começa a perder o foco e a atenção, então quando for fazer seu cronograma de estudos, não coloque mais que 30 minutos. Sempre dê uma pausa de um 10 minutos para tomar um ar fresco e depois volte aos estudos. Saiba também quanto tempo você precisa de descanso. Conhecer a você mesmo é essencial para a sua aprovação.

5 – Definindo as matérias

Essa é a parte onde o concurseiro erra. Geralmente, o estudante quer colocar uma carga horária altíssima para aquelas matérias que ele já tem afinidade e deixa as matérias que não gosta de lado.

Pois é, é aí que mora o grande problema. Você começa a estudar para o concurso, vai estudando somente as matérias que gosta, pula as que não gosta, e quando chega na hora da prova adivinha quais são as matérias que mais vão cair: lógico que são aquelas que você não gosta, sabe por quê? Porque ninguém gosta delas, e a pessoa que elabora as questões da prova sabe disso.

Também não aconselho que você estude mais as matérias que não gosta e deixe as que gosta de lado. Se não, sua motivação vai lá pra baixo, e você nunca vai ter o desejo de estudar. O interessante é que haja um equilíbrio. Tente dividir as disciplinas de acordo com a quantidade de tópicos que ela têm.

Com essas dicas, eu acredito que você já esteja pronto para montar seu próprio plano de estudo. Se mesmo assim você não gostou, ou gostou mas deseja utilizar outro método vamos para a terceira parte. Apesar de ter estudado por cronograma por muito tempo, o método que me fez ganhar posições melhores nos concurso foi o ciclo de estudo.

Novamente, se você gostou do artigo, deixa seu like aqui embaixo, compartilha o conhecimento com a galera do face e vamos para a terceira parte:

Parte 2: Como usar o Ciclo de estudo.