Provas são anuladas por terem questões repetidas

No Piauí, provas são anuladas por terem questões repetidas. O Instituto Legatus foi o responsável pela realização do concurso público da Prefeitura Municipal de Canto do Buriti, os cargos em questão eram para Assistente Social e Orientador Social. Ao total 3.371 candidatos aos cargos foram prejudicados.

provas sao anuladas

Provas são anuladas por terem questões repetidos

O instituo soltou a seguinte nota:

O Instituto Legatus no uso de suas atribuições legais e em estrita observância aos princípios que regem a Administração, vem informar o seguinte:

1 – No último dia 03 de abril foram aplicadas as provas objetivas do concurso público

destinado ao preenchimento de 84 vagas em 35 cargos distintos no quadro de pessoal

da Prefeitura Municipal de Canto do Buriti-PI, para as quais se inscreveram 3.731

candidatos;

2 –As provas foram aplicadas em 111 salas de aplicação distintas, em ambiente de plena

normalidade;

3 – Após a realização das provas, foi constatado que em 02 dos 35 cargos (Assistente

Social e Orientador Social) houve a aplicação de questões não-inéditas no conteúdo de

conhecimento específico, que embora fizessem parte do banco de questões próprio, já

haviam sido aplicadas em concurso anterior igualmente executado pelo Instituto.

4 – Dessa forma, a fim de que os princípios da isonomia, da legalidade e da moralidade

do certame sejam estritamente respeitados, bem como a fim de atender ao interesse

da Prefeitura Municipal de Canto do Buriti de selecionar os servidores melhor

capacitados para o desempenho de funções públicas, o Instituto Legatus decidiu

ANULAR as provas aplicadas aos cargos de ASSISTENTE SOCIAL e ORIENTADOR SOCIAL.

5 – As provas serão aplicadas – a todos os candidatos regularmente inscritos para os

cargos de Assistente Social e Orientador Social – em nova data a ser comunicada até o

dia 12 de abril de 2016 no site do Instituto, bem como individualmente aos candidatos,

por meio do e-mail informado no ato de inscrição.

6 – Os candidatos que eventualmente não quiserem se submeter a uma nova prova

poderão solicitar, até o dia 12 de abril de 2016, a restituição do valor pago a título de

inscrição, por meio do formulário de contato disponível no site do Instituto, desde que

tenham comparecido à prova realizada no dia 03 de abril de 2016.

7 – Para os demais cargos do concurso regido pelo Edital nº 01/2016, o cronograma de

execução permanece inalterado.

8 – Por fim, o Instituto informa que instaurou procedimento interno para apuração da

causa do erro, e adorará as medidas administrativas e judiciais cabíveis contra os

responsáveis.

Avalie este artigo!