Compensa tomar Ritalina para estudar? Veja método alternativo

Ritalina para estudar é um dos termos mais buscados no Google. Ainda me arrisco a dizer que você também chegou até aqui fazendo uma rápida busca, não foi?! Independente da forma como você chegou até aqui, o importante é que hoje você vai conhecer um pouco mais sobre esse remédio. Além disso, você também vai conhecer um método alternativo, o opti-memory, um medicamento menos nocivo.

A ritalina, na verdade, é uma droga e já é conhecida há bastante tempo, mas se tornou mais popular nessa onda de concursos com provas difíceis e na necessidade de se encontrar algo para manter o foco durante horas e horas. Mas será que você realmente precisa usar a Ritalina para estudar para concurso? Eu usei a ritalina, mas também usei outros meios alternativos mais baratos e confiáveis para melhorar a concentração. Depois de ler esse artigo até o final você vai ter o poder de decidir qual é o melhor para você.

ritalina para estudar para concurso

História da ritalina

O produto, que hoje é tarja preta, foi desenvolvido em meados da década de 50, e o seu objetivo era um só: Tratar crianças com quadros graves de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade ou chamado de TDAH.

O metilfenidato, princípio ativo da Ritalina, potencializa a ação dos neurotransmissores noradrenalina e dopamina, reduzindo o que é clinicamente chamado de déficit de atenção, o DAH. Desta forma, o indivíduo que é hiperativo se torna mais atento e concentrado.

Abaixo você pode baixar um ebook gratuito com 5 técnicas de como melhorar a concentração nos estudos, basta curtir a nossa page no facebook clicando abaixo:

O uso da ritalina para estudar para concurso

Exatamente por causa desse efeito de manter a atenção e a concentração, os concurseiros começaram a usar o medicamento em busca de bons resultados durante os estudos. Como a ritalina é tarja-preta, ela só pode ser vendida por prescrição médica. E exatamente aí mora um perigo muito maior do que seu uso, que é a sua compra. Muitas pessoas recorrem ao mercado negro para adquirir a droga. Mas como saber se o produto vendido no mercado negro realmente é a Ritalina comprada nas farmácias?? Pois é, não tem como saber.

Na verdade, mesmo que você saiba a origem confiável da droga, o simples uso da Ritalina para estudar para concurso de forma indiscriminada por pessoas que não têm TDAH pode trazer sérios riscos à saude. Na verdade, o risco existe até para as pessoas que tem Deficit de atenção, por isso é necessário um acompanhamento médico.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo psicólogo Antonio José dos Santos fazem parte dos sintomas do uso indiscriminado da ritalina: tonturas, vômitos, dores de cabeça, náuseas, sonolência e, em alguns casos, uma desorientação temporal e espacial chamada de “efeito zumbi”.

Efeitos colaterais da ritalina:

  • Taquicardia;
  • dores no peito;
  • perda de libido;
  • Insônia; e
  • Depressão.

ritalina-para-estudar-para-concursos-1

 O que dizem sobre a ritalina

Não há nenhum médico que aconselhe concurseiros a utilizarem a ritalina sem que antes seja feita uma avaliação no paciente e seja constatado que realmente precise tomar o medicamento. Afinal de contas, ainda não se sabe ao certo o que esse tipo de droga é capaz de causar em pessoas “saudáveis”. Na internet existem milhares de relatos de pessoas que passaram mal após tomar a ritalina por conta própria. 

Até mesmo pessoas que tem acompanhamento médico são observadas de perto pelo médico, pois a Ritalina pode causar vários efeitos colaterais, como vimos acima e como podemos ver na imagem abaixo:

relato uso de ritalina

Opti-Memory é uma boa alternativa?

Seguindo um rumo totalmente diferente da ritalina quando se fala em efeitos colaterais nós temos os suplementos alimentares. Essa diferença se dá pelo fato do produto ser 100% natural, ou seja, é feito com vitaminas e outros elementos como a betaína e colina, retiradas da beterraba e do ovo de galinha. Essas substâncias formam um tripé composto pela memória, foco e concentração.

O Opti-Memory foi o primeiro suplemento que utilizei e trouxe algum resultado expressivo e que não tivesse efeitos colaterais. Um fato que chamou bastante minha atenção quando comprei o Opti foi o fato de não ter bula: como um produto aprovado pela ANVISA não possui bula? Então, fazendo uma pesquisa na internet descobri que o Opti-Memory não possui bula por não ser um medicamento, mas sim um suplemento, como esses que usamos para malhar.

Vários concurseiros estavam me mandando inúmeros e-mails todos os dias perguntando se o Opty-Memory funcionava mesmo ou se era uma farsa então resolvi editar esse artigo e explicar de uma vez que o suplemento funciona sim. Lógico que o suplemento não vai fazer você ficar mais inteligente sem que você faça a sua parte: estudar. O que o suplemento faz é melhorar sua capacidade de concentração, memória e foco.

O Opty-Memory é como qualquer suplemento que você use para malhar. De nada adianta tomar se você não fizer o mais importante, que é malhar.

Qual a composição do Opti-Memory

Como dito anteriormente o suplemento tem em sua composição produtos 100% natural e por isso não há contraindicações. Entre esses elementos estão:

  • Vitamina A, C,D,B1, E, K
  • Betaína – é a responsável por regular a transmissão de informações entre os neurônios e estimular o funcionamento mais eficaz das funções cerebrais. Está presente na beterraba.
  • Colina – Auxilia na produção de bainha de mielina, responsável pela proteção dos neurônios. Está presente no ovo.
  • Potássio – A ausência de potássio pode levar a depressão, arritmia cardíaca, cansaço e cãimbras. Presente em frutas, frutos e legumes.
  • Magnésio – É um dos elementos mais importantes para o corpo humano. Aumenta a capacidade de memória e de aprendizagem rápida. Presente no espinafre, semente de abóbora, couve e salmão.
  • Biotina – O elemento que você precisa para um foco total, pois é a molécula especializada no transporte de CO2. Está nos mariscos, sojas, vegetais e nozes.

Como eu tomo o Opti-memory

O suplemento é produzido em cápsulas, por isso o aconselhável é que se tome duas cápsulas logo pela manhã. Mas você também pode adaptá-lo a sua estratégia de estudos. Se você estuda de noite, por exemplo, você pode tomar uma cápsula de manhã e outra meia hora antes de começar a estudar. É bom lembrar também que os efeitos não são imediatos, pois não há milagre. Logo na primeira semana você começa a perceber a diferença, mas só após 2 meses que os resultados já ficam mais perceptíveis. Por isso eu acho o suplemento melhor que a ritalina para estudar.

Além disso, veja esse trecho da descrição do produto em relação aos resultados: “Garantimos que você vai notar um foco maior, uma memória mais afiada, muito mais energia e rapidez mental se você tomar OptiMemory todos os dias. Não existe risco: se você não gostar dos resultados do produto, nós devolvemos o seu dinheiro sem burocracia, conforme nossa política de devolução. É só ligar ou escrever para nosso e-mail com o número de seu pedido.” Eu não tive nenhum problema, mas caso você não se adapte ao suplemento, você pode pedir seu dinheiro de volta sem nenhum problema.

Por enquanto, o suplemento só é vendido no site do fabricante e é entregue pelos Correios. Lá no site você pode conferir mais detalhes sobre o produto: Clique Aqui.

Tenho um convite para você!

Se você gostou do artigo com as dicas e as informações, quero lhe convidar para deixar um comentário aqui embaixo. Prometo ler todas as suas dúvidas, críticas ou sugestões sobre o que publicamos. Isso nos ajuda a melhorar nossos artigos e trazer conteúdo sempre com mais qualidade. Se você já utilizou ritalina para estudar é muito interessante que compartilhe com as outras pessoas quais efeitos a droga teve sobre você.

Compensa tomar Ritalina para estudar? Veja método alternativo
5 (100%) 5 votes
  • Gabriela

    Muito obrigada pelaa dica.. minha concentração melhorou muito com essa dica.. Eu nunca usei Ritalina, mas essa técnica ta me ajudando bastante.. essa semana eu já estudei 6 horas a mais do que eu estudo normalmente.. obrigada

    • Concurseiro da Madrugada

      que bom que também te ajudou.. fico feliz

  • Daniel

    A neurose e a melhor né você pensa que tudo e todos contra você e ao mesmo tempo que você tá rindo você também chora em curto intervalo de tempo.

    • Anônimo

      Fico preocupado com varias coisas quando uso e o coração acelera, e bom pra quem tem sono ao tentar estudar, porem a uma serie de efeitos colaterais.

  • You have an excellent site here! Do you need to make some invite posts on my blog?

  • This really answered my problem, thank you!

  • Alex

    eu usei ritalina por algum tempo, mas meu organismo não aguentava mais… Eu vi uma indicação desse curso aprender a aprender em outro site tbm. Eu já estudo por ele há um mês mais ou menos e realmente ajuda

  • Filipe

    A Ritalina é uma formula mágica pra vc se concentrar na hora da prova ou estudar aquela parte que vc não tá entendendo de jeito nenhum, não aconselho usar ela todos os dias, ela vicia e também custa caro compra-la sem receita hehe…

  • Tiago

    Mas tomar a primeira vez pra fazer a prova ainda,é burrice,a primeira vez é sempre a pior da insônia falta de fome agunia e vários colaterais,depois da segunda vez que se tomar seu corpo parece se acostumar e aí realmente começa a fazer seu efeito esperado(de tomado de forma correta claro).Vai por mim ritalina não combina com prova,ela e melhor na hora de estudar e absorver informações novas,não aconselho a ninguém usar sem prescrição médica, abraço.

    • Concurseiro da Madrugada

      o final do seu comentário faz muito sentido, para usar é necessário prescrição médica. Exatamente por não ter informações precisas sobre como usar a ritalina para estudar que muitos estudantes terminam por usá-la de forma errada. O problema não é usar a ritalina pela primeira vez e fazer uma prova, mas sim usá-la sem que se tenha um acompanhamento médico.

    • Massa a matéria. Tomei mas não senti nada disso, nada mesmo.
      Tomei até com café, mas o sono vinha sem nenhum problema. Achei até me deu mais sono tomando a Ritalina.
      Com certeza existe efeitos colaterais a longo prazo, mas também acredito que as reações no ato da ingestão do medicamento varia de organismo para organismo.
      Senti uma LEVE melhora em relação a concentração para absorver o conteúdo.
      Mas ótima matéria você escreveu, é um risco e com ela algumas pessoas podem não sofrer o que você sofreu.

      • Concurseiro da Madrugada

        Pois é Roberto, esse é o problema da Ritalina: a gente nunca sabe como nosso organismo vai reagir. Também conheço pessoas que tomaram e não sentiram nada e outras sentiram arritmia, náuseas etc.
        É um medicamento que age de forma estranha no nosso corpo, por isso é sempre bom ter o acompanhamento médico. Afinal de contas, alguns efeitos colaterais também podem demorar a aparecer.
        Mas existem outros meios naturais que também podem ajudar a melhorar a concentração, como ervas e chás. Inclusive, qualquer hora vai ser tema de um artigo aqui no site.
        Ah, e muito obrigado pelo elogio à nossa matéria.

  • Anônimo

    sai pra lá.. Ritalina é um veneno.. kkkkk

  • leonardo

    Pessoal , eu desde pequeno era imperativo e muito agitado , eu terminei meu ensino médio e sempre me esforçava para tirar nota boa , passei sem problemas pelo período na escola.
    Certo dia eu fui fazer um concurso militar , estudei muito , e chegou na hora da prova eu desfoquei totalmente , não conseguia desenvolver as questões e fiquei muito chateado com isso . Na semana seguinte da prova fui com minha mãe em um neorologista , e ele fez uns testes comigo e falou que eu tinha um grau pequeno de falta de atenção . Com isso ele me receitou a RITALINA 10mg, eu tomo 3 vezes ao dia e minha vida mudou totalmente . estou muito mais concentrado , resolvo as questões muito mais rápido , parece que trocou o processador do meu cérebro . mas esse remedio não me deixou mais inteligente , eu só fiquei mais concentrado nas coisas que eu faço e com isso absorvo bem melhor oque antes eu não fazia com tanta facilidade. No começo eu senti uns efeitos colaterais mais depois o organismo foi acostumando e agora fica tudo normal . e é sempre bom ir no Medico antes de tomar esse tipo de remedio , pois ele tem muitos efeitos colaterais que podem levar a morte em certas pessoas .

  • MARCIA

    Ola vendo inibidores de apetite ANFEPRAMONA,SIBUTRAMINA E FEMPROPOREX quem tiver intereçe por favor me chama ibox.ou no watts.
    11964958195

  • Em primeiro lugar, se você não comprou numa farmácia, a chance de que ela seja falsificada é de mais de 90%. Em segundo, todo medicamento deve ser utilizado com orientação e acompanhamento médico. Terceiro, não existe remédio que deixe a pessoa mais inteligente simplesmente porque não é possível ficar mais inteligente do que a sua própria capacidade cerebral.

    Eu tomo Ritalina (20 mg de manhã e 10 a tarde) todos os dias da semana (exceto sábado e domingo) e afirmo que pra mim dá certo. Porquê pra mim dá certo e para o autor do blog não deu? Porque eu uso sob orientação de um psiquiatra, e este remédio me ajuda a concentrar nas minhas tarefas diárias (por isso uso no horário que estou trabalhando).

    Quanto a pagar 120 reais por alguns comprimidos, quem faz isso só assina o atestado de burrice, porque a caixa de Ritalina com 60 comprimidos custa em torno de 70 reais. Se a pessoa quer ficar mais “inteligente”, é melhor aprender técnicas de estudo e memorização, estar descansado quando for estudar e estar em ambiente adequado.

  • Nyniffer Ruckhaber

    Acho lamentável o modo como é buscado soluções mágicas num comprimido. A ritalina ajuda no fator concentração. É uma ajuda, um estímulo a quem precisa. Junto com o tratamento é necessário esforço com técnicas de estudo, técnicas de memorização, etc. Ritalina não é um remédio para combater a preguiça!