APRENDA A ESTUDAR PARA CONCURSO PÚBLICO

Produzimos o melhor conteúdo para concurseiros. Aqui tem tudo que você precisa para ser aprovado.

Como é a segunda fase da OAB? Saiba tudo

Na segunda fase da OAB, os candidatos irão fazer duas partes de prova: a primeira, vale cinco pontos e consiste na redação de uma peça prático-profissional sobre a área jurídica que optaram no ato da inscrição. As áreas podem ser: direito administrativo, direito civil, direito constitucional, direito do trabalho, direito empresarial, direito penal e direito tributário.

A segunda parte da prova é formada por quatro questões discursivas (também relacionadas à área jurídica) cada uma valendo 1,25 ponto, e definidas pelo candidato no ato da inscrição.

Que tal conhecer o Curso Master OAB?

Como é a segunda fase da OAB

Quem pode se inscrever no exame da OAB

O Exame de Ordem pode ser prestado por bacharel em direito, por estudantes que estejam no curso de graduação em direito, tanto no último ano do curso, como nos dois últimos semestres.

Após realizar o Exame, os aprovados receberão um número do Cadastro Nacional de Advogados, o CNA, que permitirá exercer a profissão de advogado.

Se você está se preparando para a primeira fase, dê uma lida no artigo 9 Dicas de como estudar para a OAB. Nessas dicas você vai descobrir como se antecipar nos estudos e não ser surpreendido na hora da prova. Além disso, você também poderá ver quais os melhores materiais para estudar para a prova.

Confira os principais pontos da segunda fase da OAB

Resolva exames anteriores

Procure resolver exames anteriores e não fique apenas focado na peça prático-profissional. Zerar nas questões, fará com que você não alcance a pontuação necessária para aprovação.

Mantenha-se informado dos códigos e datas

Alguns exames já cobraram súmulas dos tribunais, que saíram até um pouco antes da publicação do edital. Por isso, fique atento a atualizações dos códigos e datas;

Habitue-se com índices

Na prova, será permitida apenas a consulta do código, sem anotações pessoais. Portanto, procure se acostumar com índices para localizar as respostas, que podem ser encontradas em artigos do código.

Cuidado com a caligrafia

Lembre-se que você precisará escrever muito na prova. Portanto, cuidado com a caligrafia. Deixe a letra legível para que o avaliador consiga entender e evite perder pontos!

CONHEÇA O SITE FÓRMULA DA OAB

Procure responder ao máximo

Evite deixar respostas em branco na prova dissertativa. Pois, ao contrário da prova objetiva, na prova dissertativa, existe meio certo e todos os pontos valem e contribuem para o resultado final.

Escrever o desnecessário é perda de tempo

O edital estipula limite de linhas para a peça prático-processual (limite de 150 linhas) e para cada uma das questões discursivas (limite de 30 linhas para cada questão). Portanto, nem perca tempo da prova, escrevendo além do limite, pois esses excessos não serão analisados pela banca, mesmo que corretos.

Procure seguir o edital

Responda exatamente o que a banca estiver pedindo, sem questionar. Já aconteceu da resposta de uma questão dissertativa, ser exatamente a repetição dos argumentos da própria pergunta.

Preste atenção aos detalhes da prova

A ordem de resposta das questões no caderno de respostas deve seguir a ordem da prova: primeiro deverá vir a resposta da peça e em seguida as questões dissertativas. Procure também não destoar muito do modelo abstrato de cabeçalho de peça.

Procure indicar também no caderno de respostas, os subitens.

Muitos candidatos acabam sendo reprovados pela falta de atenção, ou simplesmente, por responderem na página destinada à redação da peça! Tome cuidado!

Agora que você já sabe como é a segunda fase da OAB, deixe aqui o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para o topo