Autodidata – Como estudar por conta própria e aprender qualquer coisa

O ensino tradicional limita-se a tempo, espaço e recursos. Já estudar sozinho – ser autodidata – não tem limites.

Já falamos aqui no blog sobre 5 dicas de como estudar sozinho para concurso, mas achamos que vale a pena falar um pouco mais sobre a proporção que a internet, livros e revistas podem tomar no seu ritmo de estudos não só para concursos públicos.

Use a internet a seu favor

Sabe aquela história que a internet democratizou o aprendizado e o acesso à informação? Pois é, assino embaixo.

Você consegue ter total autonomia e ser responsável pela própria grade curricular da vida e pode se tornar um especialista em qualquer coisa, a partir de tutoriais do Youtube, de milhões de e-books free ou com webinars e hangouts com gente que sabe do que está falando.

É possível criar e ampliar a rede de contatos sem precisar de intermediários ou da teoria dos seis graus de separação.

Para quem, mesmo estudando para concurso, deseja aprimorar outras áreas do saber as plataformas Massive Open Online Courses – MOOCs oferecem cursos nas versões gratuitas e pagas (com direito ao diploma) em diversas áreas:

  • Alison.com
  • Coursera.org
  • Edx.org
  • Ocwconsortium.org
  • Veduca.com.br
  • Khanacademy.org

Estabeleça objetivos pessoais

Diante de tanta informação é difícil manter a evolução se não houver disciplina. Dá para aprender tocar gaita, violão para canhotos e acordeon. Dá para aprender física, química e canto.

Nessa lista por assunto há uma série de canais sobre filosofia, ciências, política, cultura e arte. Procure montar um ciclo de estudos, com áreas de interesses e etapas a serem cumpridas, definindo prioridades e avaliando o próprio desempenho e evolução nos estudos.

aprendizado autodidata livros

Leia revistas interessantes nacionais e internacionais

O aprendizado autodidata não precisa se restringir somente à internet.

O impresso adquire uma consistência e profundidade, geralmente com informações verificadas e, quando se trata de um assunto específico, o desdobramento vai longe e proporciona várias perspectivas ao leitor.

Scientific American, Valor Econômico, Carta Capital, National Geographic e Brasileiros são algumas recomendações no Brasil.

Veículos locais também proporcionam uma abordagem do contexto regional.

Procure referências e contexto

Livros técnicos, clássicos e históricos ajudam a contextualizar a área de ensino.

Eu gostaria de entender um pouco mais de política internacional e, acabei lendo a biografia de um diplomata da ONU que morreu no Iraque.

Por toda a história de fundo, deu para sacar muito mais do que eu começasse por um livro de relações internacionais.

A mesma regra sobre a ditadura chilena: podia começar por um livro de história ou um livro da Isabel Allende.

Autodidata: como estudar sem professor

A situação nem sempre é favorável para quem quer aprender algo novo.

Pode faltar tempo, recursos financeiros e muitas outras coisas que inviabilizam a realização de um curso.

Em algumas outras situações, a pessoa pode querer complementar ou continuar algum estudo e não ter essa possibilidade.

Mas isso não é motivo para desanimar ou desistir de estudar. É possível aprender estudando mesmo sem um professor: o autodidatismo.

Especialistas afirmam que cada pessoa tem um modo de aprender por conta própria e a pessoa deve descobrir o que funciona ou não pra ela.

Mas se você deseja começar a estudar por conta própria, vamos deixar algumas dicas para começar, confira:

Descubra seu melhor método de aprendizagem

Você pode aprender escrevendo, pesquisando, fazendo esquemas, lendo, o que for mais efetivo pra você.

Não se prenda a métodos prontos, pois, a ideia de estudar sozinha é justamente você descobrir a forma que funciona melhor para seu aprendizado.

Exercite a autoria

Produzir material próprio em cima de estudos e pesquisas é uma forma bacana de exercitar o autoaprendizado, principalmente se você quer continuar os estudos que tenha começado em um curso para concurso, por exemplo.

Indico que você estude mais sobre a Curva do Esquecimento.

Faça um plano de estudos

Para quem quer estudar sozinho, é imprescindível fazer um plano de estudos para se controlar e distribuir melhor o tempo destinado aos estudos.

Vale lembrar que utilizar uma ajuda como um cursinho online pode acelerar seu aprendizado em determinada matéria.

Liste seus apoios

Antes de começar os estudos, lista o material que vai utilizar e deixe-os separados a fim de otimizar o seu tempo de estudo.

Cuidado com as distrações

Para quem estuda sozinha, é muito comum a pessoa se distrair e perder o foco e a disciplina nos estudos. Por isso, cuidado com as distrações, desligue celular, desative notificações, desligue a TV.

Uma forma bacana de controlar o tempo de estudo é usar cronômetros. A técnica do livro em PDF do Ciclo EARA é muito útil para pessoas autodidata.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para o topo