Ler não é estudar: entenda a diferença e turbine seus estudos para Concursos!

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Ao contrário do que muitos pensam, ler não é estudar. O ato de realizar uma leitura, principalmente se for a de um material para avaliação, não irá te ajudar. Acabamos com seus sonhos? Espere, temos uma ótima solução para te auxiliar nesse momento.

Se você anda lendo bastante os seus materiais, temos uma ótima notícia: você está no caminho certo. Mas o que está complementando essa leitura? Afinal, algo precisa estar sendo feito para que o conteúdo seja absorvido de forma eficaz por você. Vamos compreender melhor como essa relação, leitura-estudo, funciona?

Se ler não é estudar, então, como devo estudar?

Existem muitas formas de absorver os conteúdos que colocamos à nossa mesa para estudar. Inclusive, ao entender melhor porque ler não é estudar e começar a focar nos estudos, você descobrirá o seu método especial.

Estudar é método! Isso mesmo, cada pessoa tem sua forma singular de se concentrar, retirar o aprendizado e memorizá-lo. Inclusive, muitos desses métodos são formas comuns de realizar um bom estudo. Por exemplo, ler e anotar é umas das formas mais comuns entre os estudantes para adquirir bons resultados. Todavia, esse método pode não ser muito bom para algumas pessoas.

Por isso, para resolver a questão de como você deve fazer seus estudos, que tal começar com a auto observação? Contando que você esteja disposto a aprender, essa dica pode ser muito útil.

Então, ao se sentar em seu local de estudos, tente ao máximo se desconectar de tudo e apenas focar no seu momento de estudar. É importante que você leia e que entenda o que está lendo, então, como você pode fazer isso?

Anotar, retirar o contexto e repeti-lo em voz alta e até mesmo espalhar marcadores coloridos pelo quarto. Desta maneira, você pode entender melhor qual é a sua forma ideal de absorver os conteúdos.

A diferença entre ler e estudar

Inicialmente, a leitura é passiva e o estudo é ativo. Logo, ler e estudar acabam se tornando coisas bem diferentes, por conta dessas denominações. Ler não é estudar porque você não precisa exercer uma atividade além de ler e capturar informações. Inclusive, após a leitura, muitas informações importantes podem ser perdidas.

No entanto, quando se trata de estudar, estamos falando de algo que pede uma atividade cerebral maior. Por isso é que você sempre escuta por aí: “para estudar é preciso se concentrar”, “é preciso ter foco!”, etc. Logo, o ato de estudar exige do aluno uma compreensão maior do que está sendo lido.

Você pode se perguntar se existe alguém que consiga estudar apenas lendo. E a resposta para essa pergunta é SIM! Porém, em muitos casos a pessoa já adequou a mente para esse trabalho. Inclusive, em casos como este, a pessoa realiza pausas para fixar na mente tudo que foi consumido.

Então, busque entender que estudar é um hábito que seu cérebro deve aprender, desta maneira,  será mais fácil obter ótimos resultados. Um bom exemplo desse hábito é uma simples letra de música. Afinal, quando você escuta uma música pela primeira vez, você não sabe o que ela está dizendo. Simultaneamente, ao escutar várias vezes você começa a entender e aprender a letra.

ESTUDAR É EXATAMENTE ISSO e quanto mais você escutar a música e acompanhar a letra, mais você aprenderá sobre o contexto principal. Então, o conselho que podemos te dar com base nisso, é: Estude como se estivesse aprendendo a letra de uma música nova.

Você pode transformar sua leitura de passiva para ativa utilizando métodos de Leitura Dinâmica.

Ótimas dicas para ajudar nos seus estudos

Agora que você já entende que ler não é estudar, ficará mais simples levar a vida de concurseiro. Estudar para qualquer finalidade, sempre demandará uma atividade do cérebro mais intensa. Para os estudantes de concursos públicos, o ideal é dar foco ao processo o mais rápido possível. Por isso, veja algumas dicas:

Busque novas formas de fixação

Se você está começando agora, já é possível se basear em alguns formatos de estudos. Por outro lado, se você já tentou de tudo e nada te fez sentir que estava aprendendo, tente outras coisas. Resumos, estudos em voz alta e até mesmo cursos online podem te ajudar.

Existem muitos professores que oferecem métodos exclusivos para aprender a estudar. Portanto, se você acha que já tentou de tudo, continue buscando alternativas, pois, sempre existe algo novo. A utilização da criação e uso dos Flash Cards podem ajudar.

Crie um hábito de estudos

Neste caso, você pode e precisa de um cronograma de estudos. Preferimos usar a palavra hábito, pois a palavra rotina deixa tudo muito chato. Por isso, da mesma forma que você deve criar um hábito de estudos para absorver os conteúdos, crie também o de se comprometer em estudá-los.

Logo, se você puder estudar por pelo menos 2 horas ao dia, faça isso! A rotina diária pode interferir muito no desempenho dos estudos, mas com organização tudo dará certo. Inclusive, uma das importâncias de entender que ler não é estudar, é que isso ajuda você a não desperdiçar seu pequeno tempo.

Estude e aprimore seus conhecimentos com a prática

Você já deve estar cansado de ler isso, mas, faça os exercícios!!!! Se você estuda, estuda e estuda mas não resolve nenhuma questão sobre o conteúdo, o que acha que vai acontecer?

Estudar de forma eficaz, engloba não só a leitura mas também a prática do material. Apesar de ser mais fácil entender isso quando se trata de exatas, é preciso levar a ideia para outros lados. Com isso, temos certeza que você fixará ainda mais o que está estudando, afinal, exercícios são ótimos complementos.

Ao ler um conteúdo, reflita sobre ele!

Não podemos deixar de te relembrar que ler não é estudar mas estudar demanda a leitura, jamais esqueça! Então, ao consumir um material de estudos, sempre faça uma reflexão, por exemplo, sobre o capítulo que foi lido.

Assim, se você não entender muito bem de início, leia-o novamente, reflita e anote. A cada nova leitura, você pode  realizar novas reflexões e anotações. Desta forma, no fim do estudo deste capítulo, você poderá unir todas as anotações e compreender melhor o contexto geral.

APRENDA A LER MAIS RÁPIDO.

Conclusão

Todos nós somos capazes de estudar! O principal fator decisivo nisso, é a nossa vontade e abertura para o conhecimento. Jamais se esqueça que ao estudar, está expandindo a mente para novos caminhos em sua vida!

“Uma mente que se expande, jamais volta ao seu tamanho natural.” Albert Einstein.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.